segunda-feira, 16 de maio de 2016

VOCÊ TEM O REMÉDIO PARA A HORA DA TRISTEZA?

1 Reis 19:1-10
Deus não nos escondeu nada a respeito dos servos que foram usados por Ele. Mostrou as fraquezas e defeitos que estavam sobre essas pessoas tão ungidas. É claro que isso me dá um alívio, pois mostra que eles eram humanos. Uma coisa me deixa surpreso, a forma amora, cuidadosa e paciente que Deus tratou essas pessoas e a maneira obedientes que eles se submeteram a voz de Deus e encontram a saída para momentos tão difíceis.
Elias é um exemplo. Uma pessoa com as mesmas condições humanas que nós e que ficou desmotivado, sentiu desânimo e teve depressão. Moisés ficou tão triste e desmotivado que pediu a Deus para tirar-lhe a vida. Jonas fez a mesma coisa depois do grande reavivamento de Nínive. Paulo em um momento na Ásia chegou a ficar desesperado.
Deus não ignora a fraqueza ou esconde a fragilidade de seus servos. Elias era homem de heroísmo que encarou os profetas de Baal e pediu fogo do céu. Homem humilde que confiou na promessa de Deus sobre sua vida, mas que caiu diante de tais intimidações. Ele fugiu até o limite geográfico permitindo. Você já chegou no limite? Não fuja de suas tristezas para o campo do inimigo.
O profeta Elias não estava pensando de modo claro e realista. Estava com uma visão muito deturpada da situação. Lembre-se: Deus é quem está no controle e não Jezabel, é Deus e não Golias, é Deus e não seu emprego.
Nossos momentos mais vulneráveis, normalmente, surgem depois de uma grande vitória. Veja que um alpinista corre o risco de dar mais atenção à subida de uma montanha e desconsiderar os riscos da decida. Assim foi com Elias depois da grande vitória no monte Carmelo. Estava fisicamente exausto e emocionalmente exaurido. Depois do empenho para concluir um projeto, tendemos a entrar em depressão e derrota.
Elias foi parar em uma caverna. Lugar escuro, frio, sem direção. Mas Deus permitiu três níveis de restauração: um momento de descanso, Deus falar com Ele e um amigo próximo e pessoal. O Senhor lhe dará um companheiro. Essas três características são encontradas em Jesus que, na hora da tristeza, pode mudar a sua história.
“Deus não ignora a fraqueza ou esconde a fragilidade de seus servos”

::JOEL PEREIRA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário