quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O VALOR DOS BONS CONSELHOS

A Casa Publicadora das Assembleias de Deus oferece aos alunos de escola dominical, à faixa etária jovens e adultos, a revista Lições Bíblicas, cujo tema a ser explorado por todo quarto trimestre de 2013 aos domingos é Sabedoria de Deus para uma Vida Vitoriosa. A autoria de comentários pertence ao Pr. José Gonçalves, professor de teologia, filosofia, escritor e vice-presidente da Comissão de Apologética da CGADB.

Literaturas sapiencial judaicas

Desde a mais tenra infância somos orientados a escutar e valorizar bons conselhos. Todas as culturas fazem uso de parábolas, lendas, enigmas e máximas para transmitir valores morais, éticos e espirituais.

Os livros Provérbios de Salomão e Eclesiastes são partes das literaturas de sabedoria dos judeus, preciosidades da sabedoria divina para trazer e manter dignidade ao cotidiano de todos os seres humanos, os ensinamentos de ambos os livros são aplicáveis a todo tipo de pessoa em qualquer lugar. Através da leitura e aplicação de ensinos, conselhos práticos para a vida, o leitor encontra nos livros Provérbios e Eclesiastes métodos para crescer na graça e no conhecimento de Deus, e ser uma pessoa melhor para si mesma e para o próximo.

Provérbios nos ensina a viver de modo sábio.

O termo hebraico para "provérbio" significa "comparação". Os provérbios nascem nos ditos populares. Embora trate de questões corriqueiras da vida, os provérbios bíblicos têm sua origem na sabedoria de Deus e expressam os conselhos divinos para nós.

Embora as Escrituras Sagradas nos informe que Salomão foi o homem mais sábio de seu tempo, ter escrito mais de três mil provérbios e 1.005 cânticos, a autoria do conteúdo do livro de Provérbios não é integralmente sua (1 Reis 4.32; Provérbios 1.1; 10.1; 25.1; 24.23; 30.1; 31.1). Atribuem-se a ele as seções que vão de 1.1-9.18, de 10.1-22.16. O último grupo, de 25.1-22.27, é uma seleção dos escritos dele copiadas pelos escribas do rei Ezequias (25.1).

O conteúdo do livro contém sentenças curtas, apresenta lições em forma de antíteses, comparações, parábolas condensadas e poemas, cujas mensagens são reflexos de verdades que foram aprendidas no dia-a-dia do israelita. Os ensinamentos incluem instruções sobre a insensatez, a riqueza, a pobreza, a língua, a humildade, a justiça, a vingança, a contenda, a gula, a cobiça, a preguiça, a amizade, a família, a vida, a morte, o pecado, o orgulho, o amor.

O objetivo do livro é instruir os leitores a viverem de maneira justa, correta e ética, pretende conduzir as pessoas a transmitirem em seu cotidiano a sabedoria de Deus. Os ditos reunidos no livro formam uma biblioteca de instruções sobre como viver uma vida reverenciando ao Senhor na terra e como estar seguro de uma recompensa no porvir.

Eclesiastes nos mostra o verdadeiro sentido da vida.

O termo hebraico para a palavra traduzida ao português como "eclesiastes", é "aquele que convoca uma assembleia e a ela se dirige", ou "o pregador".

Embora o autor não se identifique, é aceitável considerar que Salomão escreveu o livro Eclesiastes. O capítulo 1 e versículo 1 informa isso, como também o segundo capítulo parece ser uma descrição resumida de seu estilo de vida (2.3-7). Além disso, as tradições judaica e cristã conferem explicitamente autoria a ele. Fragmentos do livro encontrados em Qumram apontam que sua confecção é anterior a 150 a.C., endossando a afirmação de que Salomão o escreveu.

O livro de Eclesiastes contém caráter biográfico, seus capítulos se consistem em extratos aleatórios sobre a vida do autor, que embora fosse sábio viveu um período triste em sua vida, quando afastou-se da vontade de Deus. Como assim? É fato que Deus deu sabedoria a Salomão, mas ele usou seu livre-arbítrio e deixou de usá-la para proveito próprio. Por este motivo, do total de mais de três mil provérbios apenas pouco mais de uma centena deles estão agrupados no cânon bíblico e considerados de inspiração do Espírito Santo. A situação é um grande alerta ao cristão: não despreze a sabedoria que o Senhor deu a você.

O livro é dirigido para pessoa de todas as idades, mais especialmente aos jovens. Informa que o sentido da vida não é encontrado na posse de bens materiais, nos prazeres oferecidos pela sociedade secular, no acúmulo de conhecimentos e nem na conquista da fama.

A mensagem do livro pode ser definida em três proposições:

1 - Ao observar a vida com seus ciclos aleatórios e paradoxos inexplicáveis, pode-se concluir que tudo é fútil, uma vez que é impossível discernir qualquer propósito na ordem dos acontecimentos (1.4-18; 4.1; 7.15; 8.8);
2 - Apesar da incapacidade de decifrar, o ser humano deve desfrutar a vida ao máximo, ciente de que ela é um dom de Deus (3.12-13; 3.22; 5.18-19; 8.15; 9.7-9);
3 - O homem sábio aproveita bem a sua vida, vivendo-a em obediência a Deus, reconhecendo que um dia Deus julgará todos os homens (3.16-17; 12.14).

E.A.G. ()

_________

Consultas:
A Bíblia Anotada Expandida; Charles C. Ryrie; edição 2007;  páginas 605 e 638; Sociedade Bíblica do Brasil; Barueri - SP;
Revista Ensinador Cristão;outubro-novembro-dezembro de 2013,;ano 14; nº 56; página 36; Rio de Janeiro, CPAD;
Sábios Conselhos para um Viver Vitorioso; José Gonçalves; 1ª edição 2013; capítulo 1; Rio de janeiro, CPAD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário