quarta-feira, 10 de outubro de 2012

UM MAL QUE ATRAPALHA O CRESCIMENTO DA IGREJA

   “FOFOCA”   

“Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.”
(1 Cor 15.33)

 A fofoca é o mais desprezível dos vícios; pois, por não poder influenciar o espírito e o caráter dos sábios, rasteja como uma serpente venenosa e refugia-se na alma dos fracos, tolos e ociosos.

Você pode ser uma pessoa maravilhosa, ter tido educação e princípios maravilhosos, mas se você não vigiar, acabará sendo corrompido pelas palavras.

O diabo sempre usa a boca de alguém para tentar nos tirar do caminho do Senhor. Às vezes você é uma pessoa honesta, íntegra, que serve ao Senhor, que tem prazer em evangelizar, contribuir, em convidar alguém para vir à igreja, mas o diabo não fica satisfeito e logo coloca alguém ao seu lado para tirá-lo do seu objetivo.

O nosso sucesso muitas vezes incomoda. Por isso tenha cuidado com as pessoas que são instrumentos do diabo para tentar neutralizá-lo.

A Bíblia diz que bem aventurado é aquele que não anda segundo o conselho dos ímpios. (Sl 1.1).

Não pare para ouvir as pessoas que escarnecem das coisas de Deus. Que falam palavras que para nada aproveitam. Que só sabem denegrir a imagem do próximo. Se perguntarmos a qualquer dependente químico como ele começou a se drogar, ele responderá que foi através de uma palavra.

As palavras têm um poder tão forte que se tivermos vigilância e sabedoria, daremos bons frutos, traremos comunhão e saúde, caso contrário, ceifaremos, destruiremos uma vida. Veja o que diz Provérbios 12.18 “As palavras do tagarela (fofoqueiro) é como pontas de espada, mas a língua dos sábios traz cura”, ou seja, o fofoqueiro consegue “matar” as pessoas com a sua língua; mata os sonhos; mata o entusiasmo; mata o potencial; mata a comunhão; mata a alegria etc.

Sansão foi derrotado através das palavras de uma mulher – ele saiu de uma posição de magistratura, altamente respeitado, para empurrar um moinho e se tornar motivo de chacota.
Na Bíblia, a nossa língua é chamada de “mundo de iniquidade, que contamina o corpo inteiro. Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus” Tg 3:6 e 9.


Na Palavra de Deus encontramos diversas instruções e exortações em relação ao uso da língua. Por exemplo: “Desvia de ti a falsidade da boca e afasta de ti a perversidade dos lábios” Prov. 4.24. Uma tradução livre do texto seria: “Não permitas que tua boca fale qualquer inverdade; que teus lábios pronunciem difamação ou engano”. Tudo o que é inverdade, tudo o que torce a verdade e tudo o que engana é mentira. O mais difícil para nós, realmente, é obedecer com a língua, não é mesmo?

A Bíblia declara com muita propriedade: “a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero. Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim” Tiago 3.8-10.

Uma língua que não está sob o domínio do Espírito Santo anula qualquer ministério espiritual: “Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã” Tiago 1.26.

Certa vez o Senhor Jesus disse que os homens prestarão contas de qualquer palavra frívola que tiverem falado. Ver Mat. 12.36. Portanto, tudo o que falamos fica registrado no céu, e além disso pode prejudicar as pessoas, se o falar for negativo.

No deserto, satanás perguntou a Jesus porque Ele não transformava as pedras em pães. Disse a Ele que se Jesus o adorasse prostrado, daria a Ele os reinos da Terra. Satanás tentou tirar Jesus do seu alvo e a mesma coisa ele faz conosco. Ele usa as palavras para tentar nos tirar do alvo.

Quantas vezes não recebemos propostas que tentam nos tirar do propósito de Deus para as nossas vidas?

Jesus usou as palavras certas para repreender o diabo: “Não tentarás o Senhor teu Deus... nem só de pão viverá o homem...”.

Repreenda o mau com a palavra certa. Não aceite as palavras malditas proferidas contra sua vida e de sua família.

Quando alguém usado pelo diabo proferir uma palavra de maldição, uma fofoca, profira uma palavra de bênção.

A boca fala do que o coração está cheio. Tem gente que só fala da vida dos outros porque o coração está cheio de inveja.

Já percebeu que existem pessoas que colocam defeito nas suas conquistas? São verdadeiros ladrões de alegria. O diabo fala através da boca dessas pessoas.

A Bíblia compara a língua à força de um cavalo e ao leme de um navio. (Tiago 3.2,3 e 4).

Você nunca prosperará no seu emprego se ficar falando mal do seu emprego e assim sucessivamente. NUNCA SERÁ ABENÇOADO PELO SEU PASTOR, PELO SEU PATRÃO, ETC. SE AMALDIÇOÁ-LOS. Se você amaldiçoar a si mesmo, nunca se sentirá bem.

Por causa das más conversações as pessoas se envolvem com coisas erradas, se prostituem, etc. O diabo usa a língua das pessoas para fazê-las agir como animas irracionais.
Que a sua boca seja instrumento de vida, não a use para falar mal dos outros. Afaste-se das pessoas que corrompem os bons costumes, que destroem. As más conversações corrompem os bons costumes.

USE SUA BOCA PARA ABENÇOAR! Tenha controle sobre ela.

Não se deixe contaminar pelo poder maléfico das palavras, não empreste seus ouvidos aos fofoqueiros.

Se necessário for corte amizades, imponha limites, não se permita ser corrompido.


Artigo compilado pelo Pr Marcos Eli

Nenhum comentário:

Postar um comentário