quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

LIÇÕES DA VIDA DE BARZILAI

“Também Barzilai, o gileadita, desceu de Rogelim e passou com o rei o Jordão, para o acompanhar até ao outro lado. Era Barzilai mui velho, da idade de oitenta anos” (2 Sm 19.31-32a)


Infelizmente, devido à correria do dia a dia, estamos sujeitos a nos esquecermos de coisas e pessoas. Esta semana, constatei esse fato ao assistir apenas cinco minutos de uma pregação. Lembrei-me de um personagem bíblico que tem sido esquecido pela maioria dos pregadores de nossa época. Seu nome é Barzilai.

As sagradas escrituras relatam que o rei Davi teve que fugir com toda a corte para não ser morto pelo seu próprio filho Absalão que havia se rebelado (2 Samuel 15) e nesse cenário desesperador, entra em cena esse grande homem chamado Barzilai. Seu nome no hebraico é Bar’Zlay e significa: “filho do ferro” ou “feito de ferro”. Era da Tribo de Gileade, natural da Cidade de Rogelim, que no hebraico significa “calúnia”.

Barzilai se distinguiu pela sua lealdade ao rei. Nos tempos de dificuldade e perseguições, ele providenciou liberalmente tudo o que foi preciso para os seguidores do rei, ajudando-o na vitória sobre o exército de Absalão (2 Samuel 17.27). Com a volta da normalidade, Davi convida Barzilai para que ele habite em Jerusalém, juntamente com a sua família. Barzilai expõe o motivo da recusa alegando a idade avançada, com essa atitude demonstra que não queria ser um peso na vida de Davi. Existem pessoas que estão carregando peso demais por que querem. O Senhor é um Deus de princípios, Ele nos dá o peso na medida certa, o excedente, somos nós que procuramos. Nem mais nem menos.

Barzilai era um homem abastado, nem por isso quis ser visto de igual por igual com o rei Davi. Ele mesmo sendo rico, mesmo tendo ajudado Davi, ainda o via como o seu líder, como o seu rei. Barzilai se colocou como servo. Prezado leitor, por mais que sejamos amigos do pastor, é importante salientar que ele é uma autoridade, e assim deve ser reconhecido. Existem pessoas que não sabem o seu lugar, pessoas que confundem amizade com liberdade.

Autoridade é algo que o Senhor não abre mão. Ele mandou Moisés falar a rocha e não ferir a rocha. Você sabe o que aconteceu? Moisés não entrou na Terra Prometida. Como já mencionei, Barzilai apareceu num momento extremamente difícil para Davi, e foi nesse momento que ele pode contar com a ajuda desse fiel amigo. Barzilai fez o que podia ser feito, o que estava ao seu alcance.


“Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade.” (Confúcio)


“A ave constrói o ninho; a aranha, a teia; o homem, a amizade.” (William Blake).

A partir daqui, vamos tirar algumas lições da vida desse homem para nossas vidas:


1ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas fortes que Deus levanta nas horas mais difíceis, para te abençoar: “Também Barzilai...” - Como já falei, o nome Barzilai significa “filho do ferro” ou “feito de ferro”. O ferro é um dos elementos mais abundantes do universo. Praticamente todos os seres vivos têm ferro em sua composição.

As proteínas de ferro hemoglobina e mioglobina são vitais, pois a primeira transporta oxigênio (O2), e a segunda o armazena. Tanto o excesso como a deficiência de ferro podem causar problemas no organismo. A sua deficiência é conhecida popularmente como anemia. A carência do ferro nos humanos pode causar, além da anemia, anorexia, sensibilidade óssea, prisão de ventre, distúrbios digestivos, tontura, fadiga, problemas de crescimento, irritabilidade, inflamação da língua.

2ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas com formações diferentes que te abençoarão: “... o gileadita,...” - Natural de Gileade, “região rochosa e montanhosa”. Muitas vezes Deus envia pessoas de regiões rochosas, de experiências distintas à de quem viveu no pasto cuidando de ovelhas. Não seja seletivo demais: Deixe Deus agir na forma dele, e não na sua.

3ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas fiéis, que nunca te abandonarão: “... e passou com o rei o Jordão, para o acompanhar até ao outro lado” - Mesmo com sua avançada idade, Barzilai fez questão de acompanhar Davi até o outro lado do Jordão, onde estaria seguro.

4ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas experientes e sérias: “Era Barzilai mui velho, da idade de oitenta anos;...” (v.32) - Normalmente as pessoas gostam de ser acompanhadas por pessoas mais jovens, com muita energia. Mas com 80 anos de idade, Barzilai foi o homem que Deus levantou para ajudar Davi em seus momentos mais difíceis.

Oitenta representa “seriedade”: - Com 80 anos Moisés foi falar a Faraó (Ex 7.7); - Só os 80 irmãos de Eliel podiam carregar a arca em Hebrom (1Cr 15.9); - O sacerdote Azarias, juntamente com 80 sacerdotes, repreenderam o rei Uzias quando aquele quis queimar incenso no altar, no lugar do sacerdote (2Cr 26.17).

5ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas generosas que mantêm a igreja: “... ele sustentara o rei quando este estava em Maanaim, porque era homem mui rico” - Barzilai era homem rico, contudo, o mais importante, era um homem generoso. A medida da vida e da fé de uma pessoa pode ser vista na generosidade da mesma. O sentimento de ser um abençoador está à frente do sentimento de querer ser abençoado.

6ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas que não querem nada em troca, mas se contentam em abençoar: “Disse o rei a Barzilai: Vem tu comigo, e te sustentarei em Jerusalém. Respondeu Barzilai ao rei: Quantos serão ainda os dias dos anos da minha vida? Não vale a pena subir com o rei a Jerusalém... Com o rei irá o teu servo ainda um pouco além do Jordão; por que há de me retribuir o rei com tal recompensa?” (v.33-34, 36) - Barzilai abriu mão do luxo do palácio, com todas as comodidades que teria. Ele se dava por satisfeito em ter sido um canal de bênção na vida de Davi. Nada do que fez foi motivado por receber algo em troca.

7ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas que entendem as limitações de seus dons, talentos e ministérios, e não se apegam a cargos: “Oitenta anos tenho hoje; poderia eu discernir entre o bom e o mau?... Poderia eu mais ouvir a voz dos cantores e cantoras?...” (v.35) - Barzilai não queria cargos, funções, títulos. Sabia que, pelo avançar de sua idade, tinha limitações e entendia que havia um momento que seria melhor para o reino se outro assumisse o seu lugar. São pessoas que não querem se prender ao poder pelo poder, aos cargos, mas que querem o melhor para o Reino.

8ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas que, apesar da idade e do status social, continuam se vendo como servos: “... Poderia o teu servo ter gosto no que come e no que bebe?... E por que há de ser o teu servo ainda pesado ao rei, meu senhor?...” - Barzilai era idoso e muito rico, mas continuava vendo Davi como seu líder, e se vendo como servo de Davi. Nem a idade nem o sucesso financeiro mudaram o coração de servo, tirando sua humildade.

9ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas que valorizam a família: “Deixa voltar o teu servo, e morrerei na minha cidade e serei sepultado junto de meu pai e de minha mãe;...” (v.37a) - Barzilai preferia morrer e ser sepultado junto aos seus pais, que no palácio, junto aos reis.

10ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas que preparam sucessores no exercício do serviço na Casa de Deus: “... mas eis aí o teu servo Quimã; passe ele com o rei, meu senhor, e faze-lhe o que bem te parecer.
Respondeu o rei: Quimã passará comigo, e eu lhe farei como for do teu agrado e tudo quanto desejares de mim eu te farei”.
(v.37b-38) - Barzilai enviou a Davi um servo para que continuasse com a mesma visão de serviço que tivera por sua vida. Deixou sucessores. Quimã significa “Seu anseio; Grande desejo”.

11ª LIÇÃO: Barzilai representa as pessoas que são amadas e abençoadas pelo Senhor, a quem serviram: “Havendo, pois, todo o povo passado o Jordão e passado também o rei, este beijou a Barzilai e o abençoou; e ele voltou para sua casa”. (v.39) - Barzilai voltou para sua casa, para seu descanso, recebendo o carinho e a bênção de seu Rei. Davi, no seu leito de morte, ao lembrar-se da bondade de Barzilai, pediu a Salomão que tomasse conta dos filhos dele (1 Reis 2.7).

BARZILAI, UM HOMEM QUE SOUBE FAZER A DIFERENÇA, MESMO COM OITENTA ANOS.

“Cada pessoa pode fazer a diferença neste mundo, não importa quem você seja, ou onde você mora ou onde você trabalha, obstante qualquer quesito, que venha melhor definir a sua vida, você foi chamado, você foi escolhido, você foi chamado por Deus para fazer a diferença.”


Extraído do Boletim 298 da IEADU - Colaboração Pr Marcos Eli

Um comentário:

  1. muito boa a explanação...vejo a maneira desprendida como o amado irmão Barzilai tratou o rei: sem interesses...infelizmente muitos em nossas igrejas até ajudam os lideres, mas em busca de recompensas e honrarias.

    ResponderExcluir