segunda-feira, 13 de junho de 2011

HOMENAGEM AO PASTOR MARCOS ELI


2º Domingo de Junho é comemorado o Dia do Pastor. Devido às diversas atividades na Igreja, estamos um pouco atrasados com a referida postagem, contudo, não nos esquecemos de agradecer a Deus pela vida do nosso Pastor.

No Dia do Pastor e todos os outros dias, é bom lembrar que ele é alguém vocacionado por Deus para o ministério, e nesta categoria, deve liderar o povo de Deus com humildade e submissão ao Pastor dos pastores – Jesus Cristo.

É bom lembrar que O PASTOR não é um super-homem como alguns podem imaginar. O pastor tem fraquezas, se cansa, comete falhas , adoece, precisa de descanso, necessita de carinho e afeto. Isto devemos reconhecer para não exigir demais de um pastor.

É bom lembrar que O PASTOR deve ser objeto das orações do povo de Deus, pois o inimigo tudo fará para destruí-lo. E se não conseguir, vai atacar sua família.

É bom lembrar que, às vezes, seu coração está triste e abatido, e não tem ninguém que o console!

É bom lembrar que, às vezes, num mesmo dia, ele realiza o culto fúnebre de uma ovelha querida e depois vai visitar uma criança recém-nascida no hospital. Como ele consegue demonstrar tristeza e alegria ao mesmo tempo? Só mesmo segurando nas mãos de Deus!

É bom lembrar que, é verdade: há ministérios estéreis e púlpitos vazios. Há pastorados que trazem vexame e tristeza ao povo de Deus. Mas, há outros que são frutíferos, prósperos em termos de edificação e conversões, promovendo o crescimento do reino de Deus. Não podemos generalizar!

É bom lembrar que O PASTOR precisa ser sustentado condignamente, para que possa cumprir seu árduo ministério sem preocupações de ordem financeira, podendo manter sua família com dignidade. É bíblico: “Digno é o obreiro do seu salário” (1Tm 5.18).

Nesse dia, é bom lembrar dos pastores “porque velam por vossas almas” (Hb 13.17).

Nenhum comentário:

Postar um comentário