domingo, 17 de abril de 2011

NOTA DE FALECIMENTO

- Faleceu na Igreja dos Negligentes e Frios na Fé, dona "REUNIÃO DE ORAÇÃO", que já estava enferma desde os primeiros séculos da Era Cristã.

- Foi proprietária de grandes avivamentos bíblicos e de grande poder e influência no passado.

- Os médicos relataram que sua doença foi motivada pela "frieza de coração", devido à falta de circulação do sangue de Cristo na fé.

- Constataram ainda: Dureza de Joelhos - não dobravam mais, fraqueza de ânimo e muita falta de boa vontade. Foi medicada, mas erradamente, pois lhe deram grande dose de "ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESA" mudando-lhe o regime. O "XAROPE DE REUNIÕES SOCIAIS" sufocou-a, deram injeções de "competições esportivas", o que provocou má circulação nas amizades, trazendo ainda os males da carne: rivalidades, ciúmes, invejas, oba-oba e discórdia entre os mais jovens principalmente.

- Administraram muitos acampamentos e comprimidos de clube de campo. Até cápsulas de GINCANA lhe deram para tomar.

- Resultado: Morreu dona REUNIÃO DE ORAÇÃO. A autópisa revelou falta de alimentação com o "PÃO DA VIDA", carência de "ÁGUA VIVA" e ausência de "VIDA ESPIRITUAL".

- Em sua memória, a igreja dos Negligentes, situada à Rua do Mundanismo, n 666, estará fechada nos cultos de quarta e sextas-feira, e aos Domingos, somente os cultos a tarde, mas somente se não houver jogos do Campeonato Brasileiro ou Estaduais, ou Feriados Prolongados, para não atrapalhar nossas viagens.

- Amados, desconheço o autor dessa nota, mas quero deixar aqui uma pergunta: Será que o leitor não contribuiu para a morte da dona REUNIÃO DE ORAÇÃO???

Um GRANDE Abraço

DEZ DIFERENÇAS ENTRE A IGREJA VIVA E A IGREJA MORTA

1. A igreja viva está cheia de pessoas com a Bíblia na mão. Na morta ninguém leva a sua Bíblia.

2. A igreja viva tem um culto intenso e uma adoração profunda. A morta apenas tem rotina.

3. A igreja viva tem problemas de espaço. A morta tem espaço de sobra durante anos.

4. A igreja viva tem juventude “problemática”. A morta não.

5. A igreja viva anda por fé. A morta não tem nenhum tipo de programa.

6. A igreja viva tem como objectivo a sua projecção missionária. A morta apenas pensa nas suas necessidades.

7. A igreja viva dirige o seu ministério para as pessoas. A morta apenas pensa nela própria.

8. A igreja viva está cheia de dadores. A morta está cheia de pedintes.

9. A igreja viva está cheia de amor. Na morta, os rancores são a única motivação.

10. A igreja viva é eminentemente evangelizadora. A morta está fossilizada

Nenhum comentário:

Postar um comentário