quarta-feira, 21 de julho de 2010

"SEU SAPATO É DE FOGO?"

“Receba”, “Tome posse”, “Você merece”, “Você é cabeça”... Esses são alguns bordões de vários pregadores que estão por aí, os quais, na verdade, estão mais para animadores de palco, como se sabe.

A maior parte desses homens se importa mais em mostrar a bela gravata nova ou então o belo par de sapatos italianos engraxados, mas onde está a palavra de Jesus sobre renúncia, na qual já não dão mais tanta ênfase? Onde está o arrependimento a mudança de vida?

Quando se fala em avivamento, é comum pensarmos em pessoas sapateando, dando pulos de três metros de altura, caindo no chão e subindo pelas paredes! Sinceramente, são apenas momentos levados pela emoção, pois o verdadeiro avivamento é aquele que transforma vida e faz com que o caráter de Deus apareça na conduta do ser humano.

Em meio a esse “fogo'' todo, também é comum vermos tais falsos pregadores usarem frases totalmente egocêntricas, como ''Irmão você merece uma Hilux 2010, e não um Fusca 1977 (nada contra os fuscas)''. Será que se Jesus estivesse em nosso tempo, usaria um grande anel de teólogo ou então dirigiria uma BMW?

Não! Com certeza não. Jesus demonstrou sua humildade em várias ocasiões. Quando pregou o sermão que define o caráter do verdadeiro discípulo, suas palavras iniciais foram bem: "Bem aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus" (Mateus 5.3). Ele continuou a pregar durante mais três capítulos, mas muitos não atenderam às suas palavras porque nunca passaram da linha de partida.

Hoje, a maior parte da mensagem do Evangelho cai em ouvidos surdos de homens e mulheres arrogantes que não querem mesmo reconhecer a posição de Jesus como Senhor.

Que a mensagem da cruz chegue ao coração do homem sem que este barganhe a salvação e negocie sua fé com coisas materiais. Os nossos pés não devem ser calçados por sapatos luxuosos como símbolo de ostentação, nem devem ser calçados por fantasiosos sapatos de fogo, para criar passinhos e marchinhas dentro dos cultos. Devemos, sim, ter os nossos pés calçados na preparação do evangelho da paz (Ef 6.15).

Por: Alisson Bruno, com alguns acréscimos e ajustes
Fonte: A-BD

Nenhum comentário:

Postar um comentário