terça-feira, 29 de junho de 2010

BISPO MANOEL FERREIRA COORDENARÁ MOVIMENTO EVANGÉLICO PRÓ-DILMA

LÍDER DA ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DE MADUREIRA, DESISTE DO SENADO E COORDENARÁ CAMPANHA EVANGÉLICA PARA CANDIDATA A FAVOR DA UNIÃO GAY
"Esta eleição me mostrará quem são meus amigos e homens de confiança através dos mapas eleitorais..." diz o Deputado Federal Manoel Ferreira


O Pastor (ou seja, Bispo) e Deputado Federal Manoel Ferreira será o coordenador do movimento evangélico da campanha da candidata à Presidência Dilma Rousseff (PT). E desta forma, não será candidato ao Senado como apostavam seus aliados. Em seu lugar, estarão o ex-deputado Carlos Dias, ligado ao Movimento Carismático da Igreja Católica e o cantor Waguinho.


BISPO NEGOCIOU VOTOS
Manoel Ferreira, Presidente da Assembleia de Deus (Ministério de Madureira) e Deputado Federal (PTB-RJ), no ano passado mandou cartas aos pastores importantes para pedir votos ao também pastor Dilmo dos Santos para Deputado Estadual em São Paulo nas eleições do próximo ano. Obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo, a correspondência tem tom ameaçador e deixa claro aos pastores presidentes de campo (responsáveis pela administração de uma média de 50 templos) que seus cargos são de confiança e eles estão obrigados a apoiar o candidato.
“Esta eleição me mostrará quem são meus amigos e homens de confiança através dos mapas eleitorais. (…) Oro a Deus que não tenha nenhuma surpresa negativa, o que evidenciaria em quebra de confiança”, diz o texto. Ferreira determina aos pastores em outro trecho que rompam qualquer acordo com outro político. “Mais vale a presidência de uma igreja e a confiança de um presidente nacional vitalício que qualquer acordo político contra a nossa vontade.”
A seguir, o dirigente conclama os pastores a iniciar imediatamente o que chama de “conscientização” da pré-candidatura. “Não vamos iniciar o trabalho na época da eleição”, defende.
DILMA ROUSSEF DEFENDE O CASAMENTO GAY
Com um discurso contraditório aos princípios cristãos, a candidata do PT à presidência da república, Dilma Roussef, defendeu no programa Roda Viva, da TV Cultura, o casamento homossexual. Mesmo com a idéia que fere os princípios cristãos, a petista tem amplo apoio da Universal, Assembléia de Deus de Madureira e da Igreja Mundial da Graça. A petista argumentou ainda que é contra alterações na atual legislação que regula o aborto.
“Sou a favor da união civil. Acho que a questão do casamento é religiosa. Eu, como indivíduo, jamais me posicionaria sobre o que uma religião deve ou não fazer. Temos que respeitar”, afirmou. Dilma que lidera as pesquisas de intenção de votos, principalmente nos grupos que recebem menos de um salário mínimo, recentemente subiu no púlpito da Assembléia de Deus dizendo que ‘Lula defende os valores cristãos no Brasil’ e logo após foi à Bahia tomar um banho de axé com pais de santo e aproveitou ainda para visitar o Círio de Nazaré.
Marina Silva, que não tem apoio nem mesmo de sua denominação, criou racha em seu partido, o PV, por se manter fiel as seus princípios e não tirar fotos com bandeiras dos defensores dos direitos LGBT e sempre dizer publicamente que não é a favor a união gay.
Fonte: O Galileo e Creio / Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário