sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

A BOCA FALA DAQUILO QUE ESTÁ CHEIO O CORAÇÃO

O que há em nossos corações? Jesus nos deixou uma maneira de conhecermos a nós mesmos e aos outros. Sempre comento que basta deixar uma pessoa falar uns quinze minutos para que saibamos muito a seu respeito. Que palavras têm saído de nossas bocas? O que existe no coração das pessoas que só reclamam, se lamenta e murmura? É necessário que nossos corações sejam habitação de Deus, pois ele é a fonte do amor e de tudo o que é bom. Somente Ele é a inspiração de coisas alegres, duradouras, lindas e etc.
Falar coisas negativas não ajuda em nada a melhorar nossas condições adversas, muito pelo contrário só nos traz mais desânimo e tristeza. O salmista inicia o Salmo 45 dizendo: “O meu coração transborda de boas palavras”. Talvez não conheçamos muitas fontes de boas palavras. Então, quero lhe mostrar uma que é inesgotável e maravilhosa, que é A PALAVRA DE DEUS, A BÍBLIA SAGRADA, que não foi dada por Deus para ser mais um enfeite em nossas salas. Nela estão contidas as grandes e tremendas promessas de Deus para nós. Enchamos nossos corações desta Palavra, para que tenhamos o que falar no momento em que as circunstâncias não se mostrarem tão favoráveis. Como exemplo, diante de alguma dificuldade que a mim me pareça impossível transpor, eu posso citar: "Posso todas as coisas naquEle que me fortalece!” (Fp 4.13). Quando eu estiver muito cansado: “Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças e subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão e não se fatigarão” (Is 40.31). Disciplinemo-nos a não falarmos palavras que expressem negatividade, murmuração, insatisfação, palavras de baixo calão e etc. Eduquemo-nos a ter um palavreado que expresse fé, esperança, confiança e alegria.

Que nossas palavras comuniquem benção, crescimento e restauração!
“Texto Extraído”

Nenhum comentário:

Postar um comentário